quarta-feira, 25 de julho de 2007

Site do Dia (23) - Ainda olhando para o outro lado do Atlântico...

Ainda com olhos no que é feito além mares, mais um escritório da África do Sul, MRA - Mashabane Rose Associates.

Não possuem uma produção tão regionalista quanto a arq. Kate Otten, mas nem por isso deixam de fazer uma arquitetura pra lá de boa.

Acima uma imagem externa do Apartheid Museum, espetacular!!! Obra cheia de poesia e simbolismo, dá para se emocionar só em ver as imagens.

Vai lá e descobre um pouco mais da arquitetura feita naqueles pagos:
http://www.mashabanerose.co.za/home.htm

terça-feira, 24 de julho de 2007

Mocotó pra Inglês Ver

Isay faz mais uma das suas...

Isay Weinfeld, um dos prediletos do blog, assina o recém inaugurado Mocotó, estiloso restaurante brasileiro em Knightsbridge, próximo ao Hyde Park, em Londres. O trabalho do cara dispensa comentários, e nessa nossa "embaixada gastronômica" na terra da rainha, mais uma vez ele se supera. Deixo-vos com a matéria completa sobre essa pequena obra-prima da arquitetura de interiores na ArcoWeb:

http://www.arcoweb.com.br/interiores/interiores151.asp

Site do cara, ótimo por sinal, pra relembrar:

http://www.isayweinfeld.com/

quinta-feira, 19 de julho de 2007

Site do Dia (22) - Olhando para o outro lado do Atlântico...

O arq. Fernando Lara no seu ótimo blog Parede de Meia publicou recentemente um post chamado do outro lado do atlântico, onde ele pergunta quantos arquitetos africanos nós conhecemos e põe um link para o excelente David Adjaye, nascido na Tanzania porém com sua formação e produção em Londres...

Roubando a idéia do Fernando e aproveitando que a Architectural Review de junho tem como capa a África do Sul, eu trago a produção do escritório da arq. Kate Otten.

Nascida, formada e com seu escritório na África do Sul, possui uma produção que mereceu publicação de seis páginas na revista inglesa.

Segue o link: http://kateottenarchitect.com/#



domingo, 15 de julho de 2007

Site do Dia (21) - Esses austríacos e suas casas maravilhosas (em madeira)...

Recentemente comprei um livro com várias casas legais e entre elas há o trabalho do escritório k_m.architektur, cujo o titular é o arquiteto Daniel Sauter.

Com sede na linda e montanhosa Áustria eles produzem Arquitetura de primeira qualidade. Lindas casas, formas puras, proporções agradáveis aos olhos, interiores espetaculares e ainda por cima foram abençoados com a possibilidade de trabalhar em paisagens belíssimas.

Vale muito a visita ao site dos caras, algumas das obras possuem fotos da fase de construção onde se pode ver as estruturas de madeira e aço sendo erguidas.

Aproveita para praticar o alemão ou só te distrai com as figurinhas, que já vale à pena.

http://www.k-m-architektur.com/

* Sobre o livro: Bajo presupuesto - Viviendas por menos de 200.000 Euros, Thomas Drexel, ed. Acanto.

** Sim, na Europa 200.000 Euros pode ser considerado um baixo orçamento, aqui nos trópicos é uma verdadeira fortuna... os europeus podem não acreditar mas aqui construímos, com qualidade, gastando pouco mais de 250 Euros/m².

quarta-feira, 11 de julho de 2007

Site do Dia (20) - cachaça modernista brasileira...

Tem uma música dos Paralamas, chamada Pequeno Imprevisto, que começa assim:


Eu quis querer o que o vento não leva, pra que o vento só levasse o que eu não quero
Eu quis amar o que o tempo não muda, pra que quem eu amo não mudasse nunca...

Somente obras com valores que o vento não leva e que o tempo não muda têm me encantado, com o tempo deixei de me impressionar com mega construções só por serem mega... e tão pouco me encanto por arquitetices, modismos e decorativismos que tem ilustrado as páginas das revistas especializadas nacionais.

No Brasil contemporâneo temos alguns Arquitetos que fazem projetos imunes ao tempo e por coincidência todos eles -sob o meu humilde ponto de vista- bebem da cachaça modernista brasileira (alguns se embebedam até cair, outros apenas aperitivam, mas todos dão seu golinho), um bom exemplo é o paulistano Roberto Loeb.

Formado na Mackenzie, trabalhou para arquitetos do calibre de Fábio Penteado e Rino Levi e hoje é titular juntamente com o arquiteto Luis Capote do escritório Roberto Loeb e Associados, com uma imensa e qualificada produção.

Chamo atenção para a rearquitetura realizada no Santader Cultural, em Porto Alegre, quem já assistiu à algum show intimista -ou nem tanto- no átrio, sabe do que estou falando... vale também conhecer o Centro de Cultura Judaica, que foi uma das poucas obras no Brasil que me deixou realmente impressionado quando a conheci... a espacialidade da área de exposições do térreo é fantástica.


Vale a visita:
http://www.loebarquitetura.com.br/

Acima, fábrica da Natura... outro projeto sensacional!!!

P.S. arquitetice: assim como a macaquice, feita apenas para chamar a atenção.

P.P.S. interessante que com o passar dos anos as pessoas mudam seus valores com relação às outras pessoas e com relação à arquitetura acontece o mesmo... a gente vai deixando de dar valor apenas ao belo para valorizar atributos mais profundos - será que isso só acontece comigo?

sábado, 7 de julho de 2007

Momento pipoca... Letra e Música

Arquitetura é para ser vivida e viver é infinitamente mais do que pensar em arquitetura, na verdade o bom Arquiteto é aquele que respira música, poesia, cinema, filosofia, história, cerveja, amigos, amores, cachorros, artes plásticas, viagens... etc... etc... etc... junta isso com algum desenho encontrado nas nuvens e com o precioso dueto técnica/experiência e faz Arquitetura.

É importante deixar de falar e pensar em Arquitetura para que ela saia bem feita... e em um desses momentos desplugados eu retirei despretenciosamente (e por total falta de opções) o filme Letra e Música na locadora aqui perto de casa.


O que tinha tudo para ser uma enfadonha comédia-mulherzinha na real é uma baita comédia!!! (talvez os dias de céu azul tenham colaborado com essa minha percepção).

Humor sutil e inteligente, bela fotografia e o clipe que abre o filme que é uma perfeita sátira às bandas dos anos 80... Letra e Música é um bom exemplo de que não precisa muito para fazer um bom filme.

Não vou contar mais sobre ele. Vai até a locadora, prepara um balde de pipoca e boa diversão!!!


P.S.: Se tu esperas um filme denso que te faça pensar muito e/ou refletir sobre a vida então esquece, esse é Sessão da Tarde... para isso recomendo a trilogia do mexicado Alejandro González-Iñárritu (Amores Perros - 21 Gramas - Babel) de preferência vista em ordem e em único final de semana.

P.P.S.: Se você assistir ao Letra e Música e não ficar com a grudenta PoP! Goes My Heart na cabeça quer dizer que você precisa de mais poesia no coração :) - no youtube: http://youtube.com/watch?v=S0A7dtdc-nU

quarta-feira, 4 de julho de 2007

Ter o sentido da forma... - Maison Curutchet (2)

Ter o sentido da forma. (L.C.)

A frase acima era a resposta de Le Corbusier (para quem ainda não foi apresentado é o carinha acima segurando a maquete da Maison Curutchet) quando lhe perguntavam qual a principal qualidade que deveria ter um arquiteto.

E com o sentido da forma Corbu projetou uma casa ao redor de uma árvore e de um limitado terreno fez nascer um lindo terraço jardim que praticamente adentra ao bosque de La Plata.

"...a casa responde ao lote tradicional, fechada em três lados por paredes e com a frente aberta a um belo e verde boulevard objetivando antes que mais nada posicionar a casa de modo a garantir sua privilegiada vista, a luz, o sol, a sombra, sobre um verdadeiro jardim suspenso"

As palavras acima são do próprio Corbusier sobre sua casa platense. Os cortes abaixo mostram que o arquiteto realmente criou este jardim a quase 5 metros de altura e com direito ao convívio da copa de uma bela árvore, e as fotos acima apenas confirmam.

Visitei pela primeira vez a Curutchet em 1999 (ou seria 2000?) ainda estudante de arquitetura... e lembro de utilizar todo um filme de 36 poses (já houve um tempo que não havia câmeras digitais e suas infinitas fotos) e de procurar perto da casa algum lugar onde pudesse comprar outros filmes... fiquei encantado com uma arquitetura de formas simples e de monstruosa riqueza espacial e estética e não me cansava de fotografar aquela linda casa branca com esquadrias azuis (que infelizmente após uma recente cagada, ops... recente restauração foram pintadas de branco, mas as antigas fotos não me deixam esquecer).

Depois da primeira visita acho que regressei mais três ou quatro vezes à cidade de La Plata e nem sempre visitei a casa por dentro, mas sempre ao menos passei pela frente... e mesmo sem querer sorri...

Abaixo ponho um vídeo que encontrei no Youtube de um verdadeiro passeio pela casa, só recomendo tirar o som... a música de fundo é uma droga!!!



Para ver as plantas da casa: http://www.capba.org.ar/index.cfm/nro.40.htm

segunda-feira, 2 de julho de 2007

Paulo Mendes da Rocha, médicos, aviadores e Arquitetos...

Sei que prometi enviar a continuação da Maison Curutchet, mas navegando por blogs lusitanos encontrei uma pérola do Paulo Mendes da Rocha dita recentemente na Trienal de Arquitectura de Lisboa.


“Aviadores, cirurgiões e arquitetos não podem ser modestos. Não pode dizer: senhor, vou abrir sua barriga e tomara que dê certo!” (P.M.R.)

Esse mesmo Senhor Arquiteto, vencedor do Pritzker do último ano, é a modéstia em pessoa, a frase acima se refere a responsabilidade que o profissional necessita.

Lembro que nos meus tempos de faculdade conheci um neto de japoneses que estudava arquitetura no Japão e ele dizia que seus avós orientais lhe questionaram muito quando ele disse que iria estudar arquitetura, lhe diziam que era uma coisa muito séria e justificavam, um médico lida com a vida de uma pessoa de cada vez e um arquiteto pode ser responsável pela vida de centenas em cada projeto...

Quem dera todos arquitetos e estudantes de arquitetura às vezes lembrassem disso, antes de projetarem caixas de vidro que são verdadeiras estufas, prédios horríveis que só pioram nossas já feias cidades, casas sem funcionalidade alguma.... entre outros males tão sérios quanto um acidente aéreo ou uma gaze esquecida dentro da barriga do paciente.